Cirurgia Bariátrica
O Instituto Paulo Nassif cuida de você

OBESIDADE

A obesidade é uma doença grave, que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, já alcançou o patamar de epidemia, atingindo cada vez mais pessoas em todo o planeta. Sendo que no Brasil, cerca de 18 milhões de pessoas já são consideradas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o montante chega a 70 milhões, o dobro do que há três décadas.

O maior agravante é que longe de ser apenas uma questão de estética, a obesidade é uma doença preocupante porque, geralmente, causa outros problemas de saúde. Atualmente ela é a segunda causa de morte evitável no Brasil, uma vez que está associada a mortalidade 12 vezes maior na faixa etária de 25 a 34 anos e 6 vezes entre os 35 a 44 anos. O risco de diabete no obeso é 10 vezes e hipertensão arterial é 3 vezes maior do que para pessoas que estão no peso ideal e a cada quilo adquirido aumenta em 3,1% o risco de coronariopatia.

Estudos demonstram que a obesidade tem uma forte associação a graves doenças, as chamadas comorbidades. Seja qual for o grau de obesidade, a expectativa e a qualidade de vida são afetadas, justamente pela maior prevalência dessas doenças associadas, que geralmente são controladas com a perda de peso. As mais frequentes são:

  • Diabetes mellitus tipo 2
  • Hipertensão arterial
  • Dislipidemia
  • Esteatose Hepática
  • Coronariopatia
  • Doenças articulares
  • Apneia do sono

Tratamentos

A boa notícia é que, embora a obesidade seja uma doença crônica (que não tem cura), é possível controlá-la, e por isso tem tratamento sim.  

O primeiro e principal tratamento que sempre se deve pensar é a prevenção. Desde a educação alimentar e incentivo da prática de exercícios a nossas crianças, como também como recomendação à população adulta que não tem sobrepeso, mas que está exposta aos mesmos riscos da vida moderna.

Quando a prevenção falha e o sobrepeso já existe, é preciso iniciar um tratamento clínico precoce, com orientação médica. Os chamados tratamentos clínicos são aqueles que se utilizam de dietas, programas orientados de exercícios físicos ou ainda medicamentos para o emagrecimento do paciente.

Todavia, ao se tratar da obesidade grave - ou seja, pacientes que necessitam de uma grande perda de peso - na maioria dos casos os tratamentos clínicos têm se apresentado ineficientes porque a maioria dos obesos não consegue promover uma mudança nos seus hábitos alimentares e na vida sedentária, de forma duradoura.

Para esses casos, o tratamento cirúrgico é uma excelente ferramenta para quem tem obesidade grave e não obteve sucesso após mais de dois anos de tratamento clínico, e que, geralmente, já desenvolveu doenças associadas à obesidade. A cirurgia bariátrica, quando bem indicada, resulta em uma acentuada e duradoura perda de peso, reduzindo as taxas de mortalidade e minimizando ou até mesmo controlando uma série de doenças associadas à obesidade grave.

Tratamento Multiprofissional

Como a obesidade é uma doença complexa - que envolve alterações físicas, sociais e emocionais - por isso, seu tratamento cirúrgico exige uma rotina pré-operatória de exames, consultas e orientações por profissionais experientes de uma equipe multiprofissional, ou seja, de diferentes áreas da saúde, como endocrinologia e metabologia, cirurgia, cardiologia, pneumologia, nutrição, fisioterapia e psicologia.  

Cada profissional será responsável por uma parte do tratamento, dentro da área que é especializado. Dessa forma, os cuidados com a recuperação do paciente podem ser adequadamente avaliados e observados, proporcionando melhores e mais rápidos resultados.  

Além da avaliação e tratamento multiprofissional do paciente, o Instituto Paulo Nassif oferece palestras a grupos pequenos a fim de sanar dúvidas quanto ao procedimento, cuidados, alimentação e etc. Todas as palestras são ministradas por profissionais da área relacionada ao tema. 

Cabe ao paciente seguir as orientações e não abandonar o acompanhamento da equipe após a cirurgia, para que o tratamento continue caminhando para o resultado final desejado.  

CIRURGIA BARIÁTRICA

Indicação cirúrgica

São candidatos à cirurgia bariátrica, obesos que já foram submetidos a vários tratamentos para perda de peso, com orientação médica, sem obter sucesso ou que voltaram a adquirir peso e que apresentem IMC igual a 40 ou maior. Pacientes com IMC entre 35 e 40, com doenças associadas, que se reduzirão com a perda de peso, também têm indicação cirurgica. *(IMC = peso / altura²)

Faça seu Agendamento Faça seu Agendamento