Doença Hemorroidária
Hemorroidas
Procedimentos Doença Hemorroidária

Doença Hemorroidária

A doença hemorroidária, popularmente conhecida como hemorroida, é a presença de veias inflamadas e dilatadas (como varizes) na região do reto e/ou do ânus.

O mal atinge cerca de 5% da população mundial, tanto homens como mulheres, sendo mais comum em pessoas constipadas (intestino preso), idosos, gestantes ou mulheres que acabaram de parir e portadores de tumores pélvicos.

Embora não seja uma doença grave, pode causar prurido (coceira), inchaço, inflamação, dor, sangramento e gera bastante desconforto, podendo prejudicar as atividades cotidianas e por isso é importante buscar tratamento.

As hemorroidas podem ser internas e externas e seu tratamento vai depender do grau em que a doença se encontra. Para isso, é necessário o diagnóstico médico, que se dará por meio de avaliação clínica ou exames complementares como: anuscopia e retosigmoidoscopia.

  • A doença hemorroidária é o principal motivo dos sangramentos retais, mas existem outras causas que podem ser mais graves, que só poderão ser identificadas pelo médico e com auxílio de exames. Por isso, se você tiver sangramentos após a evacuação é fundamental consultar um especialista.


Tratamentos

Tratamento Clínico

O tratamento clínico da doença hemorroidária consiste em evitar a constipação intestinal - com dieta alimentar e ingestão de fibras; banhos de assento para relaxamento da musculatura e melhora do fluxo sanguíneo; medicações com creme e/ou supositórios para reduzir a inflamação, prurido e aliviar a dor.

Tratamento minimamente invasivos

Dependendo do grau da doença ou havendo insucesso no tratamento clínico, pode-se adotar o tratamento minimamente invasivo com o uso de ligadura elástica para degeneração da hemorroida.

Tratamento cirúrgico

Na hemorroida maior com persistência dos sintomas, mesmo após tentativas de tratamento clínico, indica-se a remoção cirúrgica do(s) mamilo(s) hemorroidário(s).

A taxa de sucesso é de cerca de 95% dos casos com a resolução do problema. O tempo de recuperação que dependendo da técnica operatória empregada, pode variar entre 7 a 30 dias, se não houver complicações no pós-operatório.

Faça seu Agendamento Faça seu Agendamento